Clique nos links abaixo para saber mais

29/05/2009

Depoimento da Penélope sobre a Dança Materna para Gestantes

Gente, segue o depoimento da Penélope, mãe do Igor de 6 anos e do Caio na barriga, com 34 semanas. Ela participa das aulas no GAMA e tem sido muito gostoso. Eu fico aqui na torcida pra que a aula contribua pro Caio chegar ao mundo num lindo parto, com muita saúde!

Obrigada Penélope pelo lindo depoimento!

A dança para mim sempre foi algo distante, mas, ao mesmo tempo, me encantava de uma forma incrível.
Quando assistia a espetáculos de dança sempre me perguntava: "como eles conseguem fazer isso com o corpo? Deixá-lo tão livre a ponto de parecer que as notas musicais o embalam?".
Nesta minha segunda gravidez, comecei a pesquisar sobre as atividades que beneficiavam a mulher durante o parto. Qual não foi minha alegria ao descobrir que havia a dança para gestantes!
Sabia que precisava da dança, não sei bem dizer por quê, mas sabia que ela seria muito significativa neste processo. E está sendo mesmo!
Com a dança, percebo as dificuldades que meu corpo tem, que minha mente tem e posso visitar cada um desses nós e desatá-los, deixando-me mais livre. Comecei a ter uma consciência maior do meu corpo, do meu inconsciente que registrava recados por ele, das dificuldades que precisam ser superadas.
Nas aulas, sou levada há um tempo distante, quando eu dançava sozinha ou com minhas irmãs em casa, quando pequena, sem travas, sem vergonhas, sem vontade de parar.
Além de tudo isso, a Tatiana se preocupa. Ouve as dificuldades, procura ajudar e vai ao ponto certo.
Pena que terei só mais um tempinho para curtir esse momento... Mas depois que meu bebê nascer, com certeza o levarei à dança para mamães e bebês".

18/05/2009

Dicas sobre o uso do sling!




Gravei esse vídeo para o SampaSling e achei muito legal poder fazer um depoimento mais informal, além do manual de instruções, que também é importante pras mães iniciantes no uso do sling. Fora que fiquei super emocionada imaginando como será assistir esse vídeo com a Nina quando ela for adulta!
Só esqueci de falar da coisa que mais fiz com a Nina fora dançar: ir ao CineMaterna!
Correção devidamente registrada aqui.
Se vc quiser ver além do depoimento o passo a passo de como usar cada modelo de sling, veja aqui: http://sampasling.com.br/videos/

13/05/2009

A slingada foi ótima!


A slingada foi uma delícia! Entre bebezões e bebezicos, tivemos uma turma super animada, dançando com as mães e o pais. Fiquei super feliz por poder contribuir esclarecendo dúvidas das mães que ainda estão se acertando com o sling e lembrei da diferença que fez na minha vida quando eu fui numa slingada e a Analy me ajudou.
`As vezes, um pequeno detalhe que se aprende muda tudo e o que era difícil fica facinho!
Em breve, anunciarei a data da próxima slingada e colocarei as fotos que estou esperando as famílias que vieram me mandar.
É bom dizer que se vc quer dançar com seu bebê mas ainda não se sente muito íntima do seu sling, não precisa esperar a próxima slingada. Nas aulas sempre tem espaço pra tirar dúvidas, ok?
Ah e aguardem: nosso site está em construção e já tivemos uma sessão de fotos especialmente feita para isso e para um vídeo do SampaSling com depoimento meu e da Nina sobre o sling e as aulas!!! Tem um vídeo sobre Dança Materna para Gestantes que eu preciso aprender a colocar no youtube pra poder por aqui.
Ufa! Falei demais!

06/05/2009

Matéria na Revista Pais & Filhos





A jornalista Deborah Trevizan fez uma ótima matéria sobre Colo, na qual ela fala de carregadores e menciona a aula de Dança Materna para Mães e Bebês!

Eu sinceramente não entendo por que colo é um assunto tão polêmico. Pra mim é sinônimo de disponibilidade e de amor. E eu sou mãe de uma menina mega independente que adora o colo tanto quanto sua liberdade recém-conquistada de correr pelo mundo e interagir com as pessoas. Por isso o recorrente argumento de dependência emocional excessiva, comigo não cola!

Confiram, reflitam e palpitem se quiserem!

Foto: Gustavo Ferri (Eu e a Nina, num carregador dos índios Waimiri Atroari, que nos foi dado pela amiga Gabi)

01/05/2009

Um depoimento muito especial !!!

Copiei aqui o texto e a foto que a Camila colocou no blog dela e do Pedro falando sobre as aulas. Fiquei emocionada e o recebi com muito carinho! Com certeza é inspirador para as mães que estão pensando em ir às aulas mas ainda não chegaram naquele momento do "É hoje que eu vou!" e também para as que nunca antes tinham pensado em dançar.
Bom proveito!



"Desde que o Pedro tem dois meses que freqüentamos a aula de dança com bebês. Soube da aula em uma matéria do Guia do Estadão, ainda estava grávida, achei legal, mas não dei muita importância. Quando estava no começo do pós-parto, uma amiga comentou que tinha ido e adorado, que acalmava bastante o bebê. Lá fomos nós, eu e o pequeno Pedro, com um mês e dez dias, para a aula de dança. Ele adorou, dormiu a aula toda. Desde então, vamos sempre que possível. No começo, é um pouco estranho, pois se nós já não temos o hábito de dançar normalmente, imagine com o bebê pendurado em você. Depois, você pega intimidade com o sling e a dança flui naturalmente. Aprendemos danças brasileiras, assunto muito bem dominado pela nossa talentosa professora, que carregando sua filhota Nina nos ensina o Frevo, o Maracatu e outras danças culturais.Quando eu estava de licença-maternidade, íamos toda semana a esta deliciosa aula de dança/relaxe seu bebê, nas tardes de segunda-feira. Desta vez fomos à aula de sábado, que acontece uma vez por mês. Além do delicioso balanço do Jongo, dança afro-brasileira que aprendemos, também é muito bom encontrar outras mamães e bebês, em diversas fases. Mas a melhor parte é ver a carinha de alegria total do Pedro quando está bailando comigo no sling!
Para saber mais, visite dancamaterna.blogspot.com, o blog da professora e inventora deste lindo trabalho!"

Postado por Camila Goytacaz em Pedro e o pé de feijão: Dança com a mamãe?