Clique nos links abaixo para saber mais

01/05/2009

Um depoimento muito especial !!!

Copiei aqui o texto e a foto que a Camila colocou no blog dela e do Pedro falando sobre as aulas. Fiquei emocionada e o recebi com muito carinho! Com certeza é inspirador para as mães que estão pensando em ir às aulas mas ainda não chegaram naquele momento do "É hoje que eu vou!" e também para as que nunca antes tinham pensado em dançar.
Bom proveito!



"Desde que o Pedro tem dois meses que freqüentamos a aula de dança com bebês. Soube da aula em uma matéria do Guia do Estadão, ainda estava grávida, achei legal, mas não dei muita importância. Quando estava no começo do pós-parto, uma amiga comentou que tinha ido e adorado, que acalmava bastante o bebê. Lá fomos nós, eu e o pequeno Pedro, com um mês e dez dias, para a aula de dança. Ele adorou, dormiu a aula toda. Desde então, vamos sempre que possível. No começo, é um pouco estranho, pois se nós já não temos o hábito de dançar normalmente, imagine com o bebê pendurado em você. Depois, você pega intimidade com o sling e a dança flui naturalmente. Aprendemos danças brasileiras, assunto muito bem dominado pela nossa talentosa professora, que carregando sua filhota Nina nos ensina o Frevo, o Maracatu e outras danças culturais.Quando eu estava de licença-maternidade, íamos toda semana a esta deliciosa aula de dança/relaxe seu bebê, nas tardes de segunda-feira. Desta vez fomos à aula de sábado, que acontece uma vez por mês. Além do delicioso balanço do Jongo, dança afro-brasileira que aprendemos, também é muito bom encontrar outras mamães e bebês, em diversas fases. Mas a melhor parte é ver a carinha de alegria total do Pedro quando está bailando comigo no sling!
Para saber mais, visite dancamaterna.blogspot.com, o blog da professora e inventora deste lindo trabalho!"

Postado por Camila Goytacaz em Pedro e o pé de feijão: Dança com a mamãe?