Clique nos links abaixo para saber mais

05/07/2012

Mães, Moara, Movimento!



Mães, Moara, Movimento!

Dança Materna e Casa Moara convidam a todas as mães com bebês de colo e engatinhantes para uma programação especial.
A professora Tatiana Tardioli organizou um mês e meio de aulas avulsas, que acontecerão durante sua licença-maternidade, com professoras convidadas que desenvolverão atividades especiais na Casa Moara.
Quando: de 5 de julho a 9 de agosto, sempre às quintas-feiras, às 14h30.
Investimento: 55 reais (aula avulsa)
As aulas da Dança Materna para Mães e Bebês reiniciam no dia 16 de agosto, no mesmo horário.
Programação completa
5/7 – Música e Movimento, com Sandra Bitar
Nesta oficina, o bebê fica imerso num rico ambiente sonoro, podendo explorar e perceber as diferentes qualidades do som e dos instrumentos por meio de seu corpo. Ainda no colo ou empenhado na conquista dos primeiros movimentos de engatinhar e andar, o bebê realiza suas descobertas acompanhado pela presença da voz e do olhar da mãe que, com ele, é convidada a cantar, dançar e, ao final, vivenciar um relaxamento e uma massagem.
Sandra Bitar conduz a oficina “Música e Movimento” no Espaço Bebê do Clube Hebraica, onde também é assistente de coordenação. Terapeuta corporal, integrou a equipe do Candeia Saúde Integrada e atualmente realiza especializações em desenvolvimento motor do bebê (Núcleo do Movimento – André Trindade) e em Eutonia (Instituto Sedes Sapientiae). Faz atendimentos individuais com mães e bebês na Gateau – Loja Amiga da Amamentação.
12/7 – Conhecendo a Shantala, com Priscila Castanho
A massagem é uma ferramenta de comunicação não verbal, por meio da qual acessamos o corpo humano pelo seu maior órgão, a pele. Massagear um bebê é uma forma de ensiná-lo a se comunicar de forma saudável com as pessoas a sua volta. Por meio do toque é possível tranquilizar, acalmar e ativar na memória a sensação intrauterina, que é a sua grande referência de segurança. Neste encontro iremos abordar manobras para alívio de desconforto abdominal e aprender a lidar com as diversas reações do bebê durante a massagem.
Priscila Castanho é massoterapeuta pela Humaniversidade Holística e professora de Shantala pelo Gama.
19/7 – Maternidade em Movimento, com Larissa Carpintero
Dança e Consciência Corporal para mães e bebês. O objetivo das aulas é facilitar a conscientização corporal da mãe pelo movimento e proporcionar um momento prazeroso de estreitamento do vínculo com seu bebê.
Larissa Carpintero é psicóloga e educadora somática. Desde 2010 vem desenvolvendo um trabalho com gestantes e mães com bebês que tem como fundamento a técnica Klauss Vianna, tendo realizado o “Processo Didático” nesta técnica, oferecido pelo Salão do Movimento . Participou também do curso introdutório do método Dança Materna, com Tatiana Tardioli.
26/7 – Música e Movimento, com Sandra Bitar
Nesta oficina, o bebê fica imerso num rico ambiente sonoro, podendo explorar e perceber as diferentes qualidades do som e dos instrumentos por meio de seu corpo. Ainda no colo ou empenhado na conquista dos primeiros movimentos de engatinhar e andar, o bebê realiza suas descobertas acompanhado pela presença da voz e do olhar da mãe que, com ele, é convidada a cantar, dançar e, ao final, vivenciar um relaxamento e uma massagem.
Sandra Bitar conduz a oficina “Música e Movimento” no Espaço Bebê do Clube Hebraica, onde também é assistente de coordenação. Terapeuta corporal, integrou a equipe do Candeia Saúde Integrada e atualmente realiza especializações em desenvolvimento motor do bebê (Núcleo do Movimento – André Trindade) e em Eutonia (Instituto Sedes Sapientiae). Faz atendimentos individuais com mães e bebês na Gateau – Loja Amiga da Amamentação.
2/8 – Pilates para Mães e Bebês, com Isabel Reis
A prática do Pilates como benefício para a respiração, a fortificação e a flexibilidade. Os bebês participam da atividade intensamente, ajudando as mães na percepção de seu próprio corpo enquanto realizam os exercícios, tudo de maneira leve e prazerosa.Isabel Reis, bailarina formada pela PUC-SP, estuda dança desde 2003. Seu interesse também transita pela música e pelo teatro, já tendo trabalhado em companhias e grupos profissionais dessas áreas. Atualmente trabalha junto ao Núcleo de Garagem, grupo de dança contemporânea, e se aprofunda nos estudos de prática e ensino da técnica de Joseph Pilates, no estúdio Criah Movimento Pilates.
9/8 – Massagem em Bebês, com Maíra Duarte
Maíra Duarte é terapeuta aiurvédica formada pela Escola Yoga Brahma Vidyalaya. Formou-se no curso avançado de Ayurveda pela Academia Internacional de Ayurveda, na Índia, e especializou-se nos cuidados aiurvédicos com gestantes. Doula e Educadora Perinatal formada pelo Gama, trabalha com cura desde 2001, quando foi iniciada em Reiki, níveis I e II. Atende no espaço Vida de Clara Luz, onde realiza acompanhamento de gestantes durante a gravidez e no pós-parto, oferecendo respaldo físico e emocional, massagens, práticas de respiração, banhos terapêuticos e orientações aiurvédicas. Como doula, atende
partos em São Paulo (capital), na equipe de obstetras humanizados e de parteiras.
Compartilhe esse conteúdo:
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • Orkut
  • PDF

01/07/2012

Um esclarecimento

Em função de alguns problemas com plágios, faz-se necessário um esclarecimento: 
Dança Materna é uma MARCA, e a única pessoa autorizada a usá-la é Tatiana Tardioli, que criou, desenvolveu e desenvolve esse trabalho. Existem outras pessoas dando aulas de dança para gestantes e para mães e bebês, algumas desenvolvem um trabalho, próprio, autoral e são profissionais com as quais tenho contato, dialogo e respeito muito. Mas estou farta de ver meus textos e fotos desrespeitosamente copiados e a própria marca Dança Materna sendo usada indevidamente. Portanto, explico e mais uma vez esclareço: Dança Materna não é sinônimo de Dança para Gestantes nem de Dança para Mães e Bebês, é um trabalho autoral desenvolvido por mim, Tatiana Tardioli. Gostaria que as pessoas pudessem compreender e respeitar isso e que cada um toque sua vida e seu trabalho em paz e com seus próprios méritos. Há tempos precisava fazer esse desabafo. Obrigada a quem leu. Até agora procurei dissolver mal entendidos pelo meio que mais acredito: o diálogo. Estou em licença-maternidade com um bebê recém-nascido e gostaria muito de não ser perturbada com essa mesma questão novamente. Agradeço a compreensão.