Clique nos links abaixo para saber mais

03/12/2015

Estamos emocionadas! Lindo depoimento da mamãe Léia Priscila sobre as aulas da Dança Materna em Catalão, com sua filha Maria Luiza.




Quando cheguei na Dança Materna a Malu tinha 04 meses. Eu me sentia cansada e com medo. Sentia-me num casulo, presa, perdida e solitária. Ao entrar, me vi num ambiente aconchegante, cheiroso, alegre e  com amor espalhado pelo ar. Foi possível sentir isso imediatamente.Fiquei surpresa com o que via ali ... sorrisos, olhares doces e palavras de boas vindas me foram dadas. As dores no corpo que naquele dia eu carregava e sentia se foram ... fui tomada por um sentimento de paz, leveza e aconchego tamanhos. Dancei um pouco tímida mas todo tempo a Vannucia com seu carinho e atenção proporcionava a interação com as outras mães e bebês. Naquele dia, a Malu dormiu bem e saímos de lá revigoradas. Outra mãe. Outro bebê. A Dança Materna me ensinou a ser forte, a resgatar meu instinto materno escondido em algum lugar que eu não conhecia, permitiu que a Malu também relaxasse ... passando a dormir melhor e mais demoradamente. Junto de outras mulheres estabeleci vínculos de amizade, de apoio e aprendizado que permanecem até hoje.  Saí do casulo. Finalmente estava tendo a oportunidade de estar com a Malu em sua inteireza, aproveitando cada sorriso, cada chorinho, o amamentar, o colo, as massagens, fazendo uma programação feliz e agradável. Nosso vínculo se fortaleceu mais e mais. O sling, primeira vez que eu usei, me deu a sensação gostosa de tê-la junto do meu coração e ao alcance dos meus olhos. Sou muito grata por essa oportunidade, por ter tido vivenciado essa experiência transformadora que é a  Dança Materna até os 12 meses da Malu.