Clique nos links abaixo para saber mais

25/04/2016

Fundamentos da Dança Materna


A Dança Materna é um projeto de carinho e cuidado para gestantes, mães e bebês através da dança. Nosso compromisso é com o olhar afetuoso e global para os indivíduo, sempre apoiados em anos de experiência e estudo, por parte tanto da criadora do método, Tatiana Tardioli, como de sua equipe de professoras, atuantes em todas as regiões do país. 

Essa postagem compila são algumas referências de apoio acadêmico do nosso trabalho. Aquilo que fundamenta nossa abordagem e práticas cotidianas.

O bebê e a Coordenação Motora - Os gestos apropriados para lidar com a criança 
Marie Madeleine Beziers
Yva Hunsinger
Ed. Summus



"O enrolamento é capital para o recém nascido. Segure-o com as mãos bem abertas, uma delas sob a cabeça e a parte superior das costas, a outra segurando a bacia e a parte inferior das costas. Os braços do bebê ficam à frente. Você pode sentir como ele vai se reagrupar e se enrolar por iniciativa própria.

(...) Nessa posição a cabeça e a bacia podem se enrolar uma na direção da outra por meio do trabalho dos músculos flexores da parte anterior do tronco (músculos do pescoço, abdômen e períneo).

Segurar e carregar o bebê são gestos que fazemos o dia todo. Há mil maneiras de se carregar a criança pequena, mas em todas é importante respeitar o enrolamento, orientando a criança em várias direções, para que ela possa conhecer as possibilidades de seu corpo e o ambiente a seu redor. Não a acostume em uma única posição."




"Enrolamento, endireitamento, torção e tensão são os princípios básicos da coordenação motora.

Desde o nascimento certas posições são acompanhadas pela sensação de bem estar (outras, ao contrário, estão ligadas a sensações de desconforto e mal estar). São posições que dão segurança. Desse modo, a criança experimentará seu corpo como uma unidade estável e equilibrada. As posições de bem estar são aquelas em que a criança está reagrupada sobre si mesma. Estando em enrolamento, os diferentes grupos musculares do corpo estão colocados em posições favoráveis à coordenação motora.

É dessas posições que vai depender o desenvolvimento psicomotor da criança, que levará progressivamente à autonomia e à conquista do mundo exterior.

No início, o bem estar da criança depende em grande medida do adulto. Por isso atribuiremos uma grande importância a todos os gestos da vida cotidiana. Respeitando algumas regras simples podemos respeitar o bem estar da criança e facilitar seu desenvolvimento ulterior."

Gestos de cuidado, Gestos de amor - Orientações sobre o desenvolvimento do bebê 
André Trindade
Ed. Summus

"A posição do bebê da foto representa o conceito de enrolamento e agrupamento descritos pelas autoras de "O bebê e a coordenação motora" como posições de bem estar. O corpo movimenta-se espontaneamente na direção do agrupamento. Esse movimento acontece de forma global, inicialmente reflexa, reunindo todas as partes do corpo do bebê em torno de seu centro. Cabeça e bacia aproximam-se ao redor do umbigo, promovendo o movimento de enrolamento.

As mãos unem-se na frente do olhar mediante a flexão dos braços.

As pernas também estão flectidas e os pés organizados um em direção ao outro.

Durante as sessões de foto tive o cuidado de não preparar o bebê em poses fotográficas. Ao contrário, pedi à fotógrafa que os registrasse em suas movimentações e posturas espontâneas. O interessante foi observar a universalidade do gesto humano.

Ao revelar as fotos, reconhecemos esses padrões de movimentos em todos os bebês fotografados. Tenho essa mesma experiência em uma escala muito maior, nos atendimentos que realizo em creches públicas da cidade de São Paulo. Nessas situações lido com um número muito grande de bebês e posso observar as estruturas básicas, de bem estar e mal estar expressas em suas posturas."



"Em relação ao corpo do bebê durante o colo do transporte é fundamental que ele se sinta seguro. A posição de enrolamento e agrupamento deve ser mantida. O ideal é que o bebê seja seguro, sempre que possível, com o apoio da mão do adulto em sua bacia. Ela é o centro do corpo e a base de sustentação da coluna vertebral do bebê. Devemos dar atenção também à posição da cabeça do bebê, não deixando que ela caia para trás."





"Os músculos dos lábios e todos aqueles envolvidos na sucção e na deglutição são muito ativos em todos os bebês e participam do movimento de enrolamento da cabeça. Mediante a contração dos músculos da boca haverá um encadeamento de ações musculares que se propagam por todo o tronco.

Podemos observar na menina a tensão dos músculos do rosto, em torno na boca, acionando o movimento de enrolamento da cabeça. Ela controla o movimento até que seu olhar alcance o objeto em suas mãos."

Cuidado Integral do Recém Nascido - Prevenção e Condutas Terapêuticas
Silvana Salgado Nader
Paulo de Jesus Hartman Nader
Ed. Rúbio




"Existe correlação importante entre enrolamento e bem estar. Durante seu desenvolvimento, a criança olha suas mãos, relaciona-se com a mãe, manipula objetos e descobre o mundo exterior. Todas essas atividades acontecem a sua frente e, nelas, o corpo passa necessariamente pelo enrolamento. Ao apoiar-se em seu enrolamento a criança organizará o endireitamento necessário para sentar-se e depois, ficar de pé e andar.

Quando a criança apresenta algum sofrimento de origem física e/ou emocional não haverá o enrolamento ao ser tomada nos braços. O que observamos é a posição "em extensão": cabeça e braços atirados para trás, dorso arqueado e músculos extensores endurecidos. Essa posição acentua-se durante o choro e é chamada de posição de "mal estar" em extensão. Na presença de doenças, mesmo as mais comuns (otite, diarreia, rino-faringite), é frequente o desequilíbrio do tônus muscular, levando o bebê a assumir a posição em extensão.

A criança que mostra equilíbrio e harmonia, tanto do ponto de vista motor, como psíquico como da relação com as pessoas, apresenta facilmente o enrolamento quando tomada nos braços. Em todos os seus movimentos ela retorna sempre para essa posição.

Conhecendo bem o mecanismo da coordenação motora pode-se perceber as posições de mal-estar da criança e tentar conduzi-la ao enrolamento, evitando que a organização em extensão se fixe."